PERIODONTIA

A periodontia é a ciência que estuda e trata as doenças do sistema de implantação e suporte dos dentes. As alterações patológicas do periodonto são chamadas doenças periodontais, como gengivite e periodontite.

A função do periodonto é a inserção do dente ao tecido ósseo dos maxilares e conservar a superfície da mucosa mastigatória da cavidade bucal.

Gengivite

   Gengivite é uma inflamação da gengiva sendo o estágio inicial da doença da gengiva e a mais fácil de ser tratada. A causa direta da doença é a placa bacteriana - uma película viscosa e incolor de bactérias que se forma, de maneira constante, nos dentes e na gengiva. É o estágio inicial, e ainda reversível, das doenças periodontais, provocando vermelhidão, inchaço e sangramento gengival. Se não for tratada pode evoluir para a periodontite.

   Os sintomas clássicos da gengivite incluem gengiva vermelha, inchada e sensível que pode sangrar durante a escovação. Outro sintoma de doença é o recuo ou retração da gengiva, conferindo aos dentes uma aparência alongada. A doença gengival pode formar bolsas entre os dentes e a gengiva, onde se acumulam restos de comida e placa. Algumas pessoas têm mau hálito freqüente ou sentem gosto ruim na boca, mesmo se a doença não estiver em estágio avançado." 

Periodontite

  Sem os cuidados necessários, a gengivite pode evoluir para a periodontite, uma forma mais grave da doença que compromete todos os tecidos ao redor do dente (periodonto) que promovem sua sustentação, provoca reabsorção óssea, retração da gengiva e, consequentemente, mobilidadade e perda dos dentes.

   Nesses casos, a inflamação da gengiva progride e determinadas substâncias presentes na saliva fixam-se na placa bacteriana intensificando o processo inflamatório e criando condições favoráveis para a formação da bolsa periodontal, que afasta a gengiva dos dentes, favorece a contaminação por bactérias e o desenvolvimento de tártaro (cálculo gengival).

   A Periodontite Avançada é o estágio mais grave da doença, onde há perda óssea e do ligamento periodontal, estruturas de sustentação dos dentes. Ela provoca sangramento, retração gengival, dor, suppuração, mobilidade e até a perda do dente.

 

O QUE É DOENÇA PERIODONTAL?

  Entre as doenças que afetam o periodonto, duas apresentam a maior prevalência na população em geral, a gengivite e a periodontite.

 

COMO IDENTIFICAR?

  O primeiro sinal aparente é o sangramento da gengiva. Quando isso acontece é por que algo está errado e é hora de procurar um dentista. No menor dos casos, pode ser apenas uma gengivite, que nada mais é, do que uma inflação. Mas se o sangramento for acompanhado por mudanças de cor e na forma da gengiva, pode estar associado ao acúmulo de placa bacteriana e tártaro sobre os dentes.

Neste caso, qual deve ser o procedimento?

  O tratamento consiste em uma limpeza profissional para a remoção destes depósitos. Após, a higienização continua em casa, com escovação e enxágues bucais.

Plastica Gengival

   A Plástica Gengival ou gengivoplastia oferece harmonia ao sorriso. A beleza não requer perfeição, mas simetria. A plástica gengival é uma pequena correção que resulta em uma grande diferença na face e sorriso. A gengivoplastia, como é chamada, é um procedimento simples para remoção do tecido gengival em excesso. A Cirurgia Plástica Periodontal (área da Odontologia responsável pela estética gengival - Periodontia ) apresenta diversas técnicas cirúrgicas ou não que minimizam, mascaram e até eliminam o excesso de gengiva. Identificar a etiologia é fundamental para a escolha do procedimento.

O QUE SÃO AS CIRURGIAS PLÁSTICAS PERIODONTAIS E QUANDO SÃO CONTRAINDICADAS?

   As Plásticas Gengivais são cirurgias que visam corrigir defeitos gengivais e de tecidos moles em regiões que apresentam algum tipo de comprometimento estético. A indicação principal se dá quando o defeito altera a harmonia do sorriso do paciente. Para estar apto a esta cirurgia o paciente somente deve estar com boa saúde bucal, não havendo assim contraindicações.

 

  O QUE É SORRISO GENGIVAL E COMO SE RESOLVE?

 É a exposição exagerada da gengiva ao sorrir, afetando a estética e por vezes causando constrangimento a pessoa que sorri. O Sorriso Gengival é corrigido com cirurgia plástica gengival ou com uma simples aplicação de botox nos músculos envolvidos, marque uma consulta de avaliação para saber o que é melhor para o seu caso.

 

  COMO É A GENGIVOPLASTIA?

A cirurgia plástica gengival é simples e rápida, não há pós-operatório, o paciente volta em seguida às suas atividades normais. Em geral, o dentista aplica uma anestesia local e com o bisturí, corta o que está sobrando na gengiva corrigindo inclusive outras imperfeições como gengiva torta - plastia gengival. Se o caso for de gengiva aumentada, quando ela aparece muito no sorriso, deve ser feita uma cirurgia mais elaborada, que dura em média de a 2 a 3 horas. Cada caso deve ser analisado. Às vezes, somente retirar o excesso da gengiva resolve, mas em casos mais complexos, quando a parte da gengiva que aparece for maior que 8mm, pode ser necessário uma cirurgia maior, onde se reposiciona o osso, sendo um procedimento bem mais complexo. O contrário também pode ser corrigido, a falta de gengiva, quando o problema é uma gengiva muito curta. Nesse caso, a cirurgia é um pouco mais difícil, já que é necessário fazer um enxerto de material, que é retirado do palato (céu da boca).

Enxerto gengival

   Enxertos gengivais são procedimentos cirúrgicos de periodontia que visam os recobrimentos radiculares de raízes dentarias expostas, que serão áreas receptoras dos enxertos. Normalmente a área que irá doar essa gengiva para recobrir a raiz  do dente será o  palato.

 

POR QUE SÃO NECESSÁRIOS ENXERTOS GENGIVAIS PARA RECOBRIR RAÍZES?

   A razão principal é estética, especialmente quando o paciente mostra a raiz ao sorrir ou ao falar. A plástica gengival de enxerto também pode ser indicada em raízes que apresentam muita sensibilidade.

 

DE ONDE SÃO RETIRADOS OS ENXERTOS?

Quando for necessário fazer um enxerto, eles são retirados do palato, chamados de enxertos subepiteliais, pois utiliza-se apenas uma fina camada de tecido que fica embaixo do epitélio. E quanto à dor e ao período de recuperação? As técnicas mais recentes, além de oferecerem ótimos resultados estéticos, proporcionam um pós-operatório com pouquíssimo desconforto ao paciente. Normalmente, o paciente já pode retornar às atividades no dia seguinte à cirurgia, desde que evite esforços físicos e evite traumatizar a região operada. Doenças periodontais, cáries, problemas endodônticos, entre outros, devem ser tratados antes de qualquer cirurgia estética.


 

Please reload

Agende sua avaliação

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
580b57fcd9996e24bc43c543.png

ENDEREÇO MATRIZ

Av. Sete de Setembro, 4214 | 12 º andar

Curitiba | PR

ENDEREÇO FILIAL

Av. Cândido de Abreu, 427 | Conj. 1501 A

Centro Cívico | Curitiba | PR

HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO

atendimento@grupoatelier.com.br

Tel: (41) 3024 - 8960
 

Segunda - Sexta

07:30 - 20:00